«Uma linguagem organizada actua sobre a organização do pensamento e um pensamento organizado actua sobre a organização da linguagem.» Ahmad Amin

09
Jan 10

Aprender a ler e a escrever não é um processo natural como o de aprender a falar.

Um dos passos cruciais na iniciação à leitura e à escrita consiste na promoção da reflexão sobre a oralidade e no treino da capacidade de segmentação da cadeia da fala. Para aprender a ler e a escrever em função de um código alfabético, é necessário saber que a língua, no seu modo oral, é formada por unidades linguísticas mínimas – os sons da fala ou os segmentos – e que os caracteres do alfabeto representam, na escrita, essas unidades mínimas.

Ao falarmos de consciência fonológica, referimo-nos à capacidade de explicitamente identificar e manipular as unidades do oral. Se pensarmos na unidade, a capacidade que a criança tem de a isolar num contínuo de fala e a capacidade que tem de identificar unidades fonológicas no seu interior é entendida como expressão da sua consciência fonológica.

No desenvolvimento da consciência fonológica e da linguagem é muito importante ter em conta, conceitos como, as sílabas e os constituintes silábicos, os sons da fala, as vogais e semivogais e as consoantes, a ordem da apresentação dos sons, o acento nas palavras.

Usando estratégias adequadas e diversificadas, os educadores devem construir, a consciência de que a oralidade e a escrita constituem dois sistemas autónomos, que, no entanto, estabelecem relações entre si.

 

Desenvolvimento fonológico II

Na aquisição e desenvolvimento da linguagem, existem quatro componentes linguísticas, o desenvolvimento da pragmática, o desenvolvimento léxico-semântico, o desenvolvimento fonológico e o desenvolvimento morfo-sintatico.

O desenvolvimento fonológico, distingue-se em dois períodos: o pré-linguístico, que é no primeiro ano de vida, caracteriza-se pelas bases de comunicação existentes entre o bebé e o que o rodeia, pelo início da vocalização e o desenvolvimento das capacidades de descriminação. O outro período é o linguístico, corresponde à atribuição de significado à produção sonora.

Os dois aspectos fundamentais na aquisição fonológica são, a descriminação auditiva e a articulação.

A percepção auditiva é a essência de todo processo da discriminação da fala, pois possibilita a detecção dos sons do ambiente.

Acontece o desenvolvimento vocal através do ponto de articulação, a vibração ou não das cordas vocais e as cavidades de ressonância.

Existem princípios gerais d articulação.

O sistema semântico, esta presente desde o inicio dos primeiros esforços expressivos da criança.

Cada criança faz uma selecção própria do vocabulário que lhe é apresentado, de uma maneira muito independente.

Uma holofrase é uma oração reduzida a uma só palavra.

O desenvolvimento sintáctico, é o percurso que a criança faz para identificar e extrair regras de organização frásica. Processa-se através da sofisticação de estratégias de detecção de regularidades na informação linguística.

 

publicado por Soraia, Vanessa e Patricia às 17:14

Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


arquivos
2010

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO